Avery nasceu menino e será a primeira criança transgênero a aparecer na capa da publicação. A revista em questão vai ser um especial sobre gênero, que ouviu mais de 100 crianças e adolescentes ao redor do mundo sobre papéis de gênero, tentando abordar a questão de uma forma mais ampla.

 

O anúncio foi feito primeiramente pela mãe da menina através do Twitter:

“A melhor coisa de ser uma menina é que agora eu não preciso fingir que sou um menino“. Esta é a frase que estampa a edição especial de janeiro da revista National Geographic.

Photo @hammond_robin for @natgeo “The best thing about being a girl is, now I don’t have to pretend to be a boy” says Avery Jackson who I photographed for #NationalGeographic's special issue on Gender. Delighted to see her photo on the January 2017 cover – the first time a #transgender person has appeared on the front of the magazine. My contribution to the issue is a story about 9 year old boys and girls around the world. Check out the magazine for brilliant writing from the likes of Eve Conant and @aokeowo and amazing photography from some of the greats including @stephsinclairpix, @petekmuller, @kitracahana, @johanbavman.For a few years now I’ve been documenting #LGBTQI+ stories around the world. You can see those by following @whereloveisillegal #GenderRevolution @noorimages

A post shared by National Geographic (@natgeo) on

De acordo com o Distractify, a editora chefe da revista, Susan Goldberg, comentou que um dos principais temas relatados pelas crianças ao redor do mundo foi a falta de igualdade de gêneros. Segundo ela, meninas de 9 anos de diversas regiões ainda veem seu potencial limitado apenas por terem nascido mulheres.

O especial sobre gênero deve estar disponível para compra a partir do dia 27 de dezembro. Até lá, o site da revista disponibiliza uma prévia do que será abordado na edição neste link.

 

Fotos/Reprodução
Redação Café Sem Pó

Veja também

Comentários