Vocês se lembram da tabeliã Kim Davis que na semana retrasada se recusou a casar um casal homossexual?

Para quem não se lembra, apesar da Suprema Corte dos Estados Unidos ter decidido que homossexuais têm direito de se casarem assim como os héteros, Kim alegou razões religiosas para contrariar o órgão máximo do judiciário americano e negar casamento ao casal. Ah, ela já se casou quatro vezes!

Pois então, Kim, que vive e trabalha em Morehead, no Kentucky, ficou presa durante seis dias por desacato e foi solta terça passada (8). Com todo esse exemplo de cidadania mostrado – leia a ironia por favor – a organização Planting Peace colocou um outdoor em Morehead com uma mensagem direcionada a Kim.

55f33565140000d8012e579bQuerida Kim Davis, o fato de que você não poder vender sua filha por três cabras e uma vaca significa que nós já redefinimos o significado de “casamento”.

A ideia é discutir  quem usa argumentos bíblicos para se opor ao casamento gay. Como a bíblia foi escrita há mais de 2 mil anos, os costumes descritos no livro foram adaptados ao nosso mundo contemporâneo.

“O movimento anti-LGBT é seletivo em que regras seguir e como eles definem o que são valores e instituições ‘tradicionais'”, disse o presidente da Planting Peace, Aaron Jackson, ao The Huffington Post.

“É importante e relevante discutir isso, porque as ações de Kim Davis não são apenas um debate político ou religioso. Existe uma geração de jovens LGBT perdendo a vida porque essas mensagens da sociedade os fazem sentir errados ou menores.”

fonte 

Veja também

Comentários