Erica Maison, mãe de cinco, em Detroit, surpreendeu sua filha trans, Corey, com sua primeira injeção de hormônios, a garota de 14 anos estava esperando para receber a dose há mais de dois anos. Ela capturou o momento e a reação da filha em vídeo:

Este momento acima foi o dia em que Corey seria autorizada a iniciar a terapia hormonal. “Este foi o momento de mudança mais crucial em sua vida, e nós duas sabíamos disso.” disse Erica com relação a emoção capturado no vídeo.

O terapeuta da família, em conjunto com a equipe médica de Chicago, determinou que Corey estava pronta para começar a terapia hormonal em agosto de 2015, já que ela teria completado 14 anos. “Tudo o que tínhamos a fazer era esperar o terapeuta enviar a carta de ‘prontidão’ para Chicago. Esperamos, esperamos e esperamos”, disse Erica sobre o processo.

Em 24 de setembro, ela recebeu uma ligação da farmácia a avisando de que a prescrição de estrogênio estava pronta para ser retirada. “Foi tão surreal. Eu estava tremendo e chorando a viagem inteira até a farmácia. Eu estava tentando pensar na melhor maneira de dizer a ela que o dia que ela estava esperando há dois anos e meio finalmente havia chegado.”

1

Corey em seu aniversário de 14 anos!

Erica recebeu várias reações e comentários positivos desde a publicação do vídeo no YouTube e no Facebook. “Eu sabia que estava dando uma chance para a negatividade quando o configurei como público, mas fiz mesmo assim”, disse ela.

2

Erica acredita que se o vídeo puder ajudar até mesmo uma criança, qualquer quantidade de negatividade vai valer a pena.

“Eu acho que um dos maiores problemas com a nossa sociedade atual é que as pessoas simplesmente não entendem o que ser transgênero realmente significa. Eu quero que as pessoas assistam a este vídeo e vejam a emoção pura de uma criança transgênero que finalmente pode viver sua vida da maneira como se sente por dentro. Eu quero que as pessoas vejam isso, porque talvez abram seus olhos. Abram seus olhos para qualquer um que seja diferente. Talvez os faça perceber que as pessoas que são transgênero são pessoas como elas, mas também são pessoas que estão em risco muito maior para violência e ridículo, sobre algo que não têm escolha. Eu te garanto que nenhuma criança quer ser criticada, nenhuma criança quer ser ferida ou perseguida. Nenhuma criança jamais escolheria ser transgênero, é 100% como elas nascem.”

3

“Todos nós só queremos ser amados e aceitos pelos outros, e isso é tudo que eu quero para minha filha, ser amada e aceita por quem ela é por dentro.”

fonte

Veja também

Comentários