A fotógrafa polonesa Monika Malek decidiu criar um ensaio somente com gatinhos especiais:

Sou a Keiko. Tenho dois anos e meio. Não tenho uma perninha, mas ainda sou uma gata.

 

Sou a Kiara. Tenho 9 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou uma gata.

 

Monika que é conhecida por captar o mundo felino, relatou que a ideia surgiu porque sempre se comove com histórias de gatos cegos, deficientes, com câncer, FIV (Vírus da Leucemia Felina) ou Felvi (Vírus da Imunodeficiência Felina).

 

Sou a Zuzia. Tenho dois anos e meio. Não tenho olhos, mas ainda sou uma gata.

 

 

Sou Cmyk. Tenho cinco anos. Não posso ouvir, mas ainda sou um gato.

 

E se por um lado vários gatinhos especiais não conseguem ser adotados, por outro muitos são amados e possuem um lar, então resolveu mostrar isso com o ensaio I Am Still A Cat (Ainda sou um gato).

 

 

Sou Habibi. Tenho dez anos. Não tenho um olho nem as orelhas, mas ainda sou um gato.

 

 

Sou Klecsia. Tenho três meses de idade. Uma das minha patinhas é paralisada, mas ainda sou uma gata.

 

A série mostra que, mesmo com todas as suas dificuldades e restrições, eles continuam sendo gatos, e vão fazer sempre coisas de gato.

 

 

Sou o Marcel. Tenho 8 anos. Tenho leucemia, mas ainda sou um gato.

 

 

Sou o Rufus. Tenho um ano de idade. Não tenho o rabinho, mas ainda sou um gato.

 

 

Sou o Simba. Tenho um ano e meio. Não tenho uma patinha, mas ainda sou um gato.

 

 

Sou o Szafir. Tenho dois anos. Não tenho um olho mas ainda sou um gato.

 

Veja mais trabalhos de Monika em seu Facebook!

 

Fotos/Reprodução
Redação Café Sem Pó

Veja também

Comentários