Como você já deve saber, o português falado no Brasil recebeu inúmeras influências de outros idiomas além do português de Portugal. E lógico, uma das principais influências é a dos donos da terra: os nativos.

A gente usa várias dessas palavras e nomes no dia-a-dia sem saber a origem, e não são palavras vindas da Europa!

Confira abaixo algumas delas.

 

 

1. ACRE – rio verde.

2. AMAPÁ – pode significar lugar da chuva ou terra que acaba.

3. ARACAJU – cajueiro das araras.

4. BAURU – queda d’água, rio de grande inclinação.

5. CAPIVARA – comedor de capim.

6. CARANDIRU – vem de candiru, peixe de água doce.

7. CARAPICUÍBA – existem inúmeras versões para esse nome, uma delas é “pau podre”.

8. CARIACICA – antigo nome de um porto, e pode significar “chegada do homem branco”.

9. CARIOCA – tem como origem kari’oka, que significa casa (oka) do homem branco (kari).

10. CARUARU – significa “o que come sapo”.

11. CATAPORA – significa fogo que brota

12. CEARÁ – canto da jandaia.

13. GUAIANAZES – nome de antiga tribo indígena.

14. GUARAPIRANGA – lagoa vermelha, garça vermelha.

15. GRAJAÚ – cesto fechado para transportar aves e/ou peixes, aparelho para conduzir louça de barro.

16. GOIÁS – nome de tribo que habitava o território do atual estado de mesmo nome.

17. GUANABARA – veio do tupi goanã-pará, palavra formada por gwa (baía), nã (semelhante) e ba’ra (mar).

18. IBIRAPUERA – madeira pobre.

19. IPIRANGA – rio vermelho, rio barrento.

20. ITAQUERA – pedra adormecida, pedra dura.

21. JABAQUARA – rocha, buraco, lugar de refugiados.

22. JAÚ – nome de um conhecido peixe dos rios brasileiros, o ya’u, aquele que devora. É também o nome de uma cidade do interior de São Paulo e de um rio.

23. JUNDIAÍ – rio do bagre.

24. MACAPÁ – “lugar de muitas bacabas”, uma palmeira típica da região.

25. MANAUS – nome de uma tribo da região, os “manaós”.

26. MARANHÃO – rio que corre.

27. MAUÁ – nome de uma antiga tribo indígena.

28. MINGAU – comida que gruda.

29. MOOCA – faz casa.

30. MORUMBI – colina verde, mosca verde.

31. NHE-NHE-NHEM – veio do tupi nheem, que significa falar. O nheem é repetido três vezes, ficando “falar, falar, falar”.

32. PACAEMBU – arroio das pacas.

33. PARÁ – “mar”, uma referência ao rio Amazonas.

34. PARAÍBA – rio não navegável.

35. PERERECA – significa “indo aos saltos”.

36. PERNAMBUCO – fenda do mar, mar furado ou rio caudaloso.

37. PETECA – bater com a palma das mãos.

38. PIAUÍ – rios das piabas.

39. PINDAÍBA – é uma espécie de planta cujo nome é formado por pi’na, anzol, e iwa, vara.

40. PIRACICABA – “o lugar onde o peixe para”.

41. POROROCA – estrondo.

42. RORAIMA – montanha verde-azulada ou montanha trovejante.

43. SERGIPE – nos rios dos siris.

44. TIETÊ – rio verdadeiro, rio profundo.

45. TOCAIA – cercado ou casinha onde o índio se escondia para surpreender um inimigo.

46. TAMANDUÁ – caçador de formigas.

47. TAMANDUATEÍ – lugar dos tamanduás.

48. TATUAPÉ – caminho do tatu.

49. TOCANTINS – bico dos tucanos, nome de uma tribo indígena da região.

50. UBERABA – “água brilhante”, nome de rio da região.

 

 

fonte

fonte imagens

Veja também

Comentários